HAVANA (Reuters) - Um colecionador de arte suíço doou nove obras de vários artistas, de Pablo Picasso a Camille Pissarro, ao Museu Nacional de Belas Artes de Cuba, em Havana, divulgou a mídia cubana nesta terça-feira. Gilbert Brownstone pretende doar um total de 120 obras de arte a Cuba e dedicou a doação a cinco agentes cubanos presos nos Estados Unidos por seu papel na derrubada em 1996 de dois aviões pilotos por exilados cubanos, disse o jornal Granma do Partido Comunista.

Autoridades cubanas lhe deram a Medalha da Amizade na segunda-feira.

"Graças a Gilbert, estamos adquirindo nomes essenciais da vanguarda que não estavam incluídas no nosso patrimônio", disse o ministro da Cultura Abel Prieto.

Os nove quadros são dos artistas Picasso, Pissarro, Andy Warhol, Marcel Duchamp, Joan Miró, Roy Lichtenstein e Andre Masson, segundo o Granma.

Brownstone, dono de uma galeria e ex-curador do Museu de Arte Moderna em Paris, doou obras para outros museus, como o Centro Georges Pompidou em Paris, através da Fundação Brownstone.

Os cinco agentes cubanos em prisões norte-americanas são conhecidos em Cuba como os "Cinco Herois" e são vistos pelo governo cubano como presos injustamente.

Eles foram condenados de várias acusações e presos depois que caças cubanos derrubaram dois aviões pilotados pelo grupo exilado cubano Brothers to the Rescue quando voavam perto de Cuba.

(Reportagem de Nelson Acosta)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.