Coleção de DVD homenageia três divas do cinema

SÃO PAULO ¿ Três divas do cinema podem ser apreciadas em coleções de DVD com alguns de seus principais trabalhos na carreira. A Paramount está lançando box com filmes estrelados por Sophia Loren, Grace Kelly e Mia Farrow neste mês de outubro.

Agência Estado |

Símbolo sexual na década de 1960, a italiana Sophia Loren aparece nos filmes "Começou em Nápoles" e "O Escândalo da Princesa", ambos de 1960. No primeiro, ela vive Lucia Curcio, cantora de boate que sonha se tornar estrela de cinema e atua ao lado de Clark Gable. Já na outra comédia romântica, Loren vive uma princesa austríaca que flerta com um engenheiro em vez de se casar com o príncipe.

Exibindo uma beleza estonteante até hoje, Sophia Loren levou um Oscar pelo drama "Duas Mulheres" (1961), de Vittorio de Sica, além do Oscar Honorário em 1991 pelo conjunto de sua carreira. Além de musa dos italianos, a atriz era influente no mundo político do país, já que sua irmã era casada com o filho do ditador italiano Benito Mussolini.

Grace Kelly

Os filmes da coleção de Grace Kelly são "Ladrão de Casaca" e "As Pontes de Toko-Ri". O primeiro, de 1955, é dirigido por Alfred Hitchcock e tem Cary Grant no elenco. Um clássico do suspense, levou três indicações ao Oscar. Em "As Pontes de Toko-Ri", que foi filmado um ano antes, Grace atua ao lado de William Holden e Fredric March. O filme é ambientado na Segunda Guerra Mundial.

Grace Kelly despontou no cinema mundial no filme "Mogambo" (1953), no qual atuou ao lado de Clark Gable e Ava Gardner. Pela atuação, levou o Globo de Ouro de melhor atriz coadjuvante. Ela virou a diva de Hitchcock no filme "Disque M para Matar" (1954). "Ladrão de Casaca", curiosamente, foi rodado na estrada em que ela viria a falecer anos depois, vítima de um acidente de automóvel, aos 53 anos de idade. Seu último trabalho foi "Alta Sociedade" (1956), ao lado de Frank Sinatra. Kelly foi casada com o príncipe de Mônaco, com quem teve três filhos. O casamento praticamente a afastou da vida artística.

Mia Farrow

Em outra coleção, Mia Farrow surge em dois dos principais filmes da sua carreira. "O Bebê de Rosemary" (1968), clássico de Roman Polanski e um dos melhores longas de terror já feitos, é uma adaptação de um romance de Ira Levin sobre um casal que espera seu primeiro filho e se vê ameaçado por causa de um pacto com o demônio feito pelo marido (John Cassavetes) para subir na carreira.

Já "O Grande Gatsby" (1974) é uma versão do clássico "Era do Jazz", de F. Scott Fitzgerald, em que Robert Redford vive um homem que perde a amada (Mia) para um rapaz rico. Quando fica milionário, ele faz de tudo para tê-la de volta. Com roteiro de Francis Ford Coppola, é um longa com o melhor do jazz e atuações inesquecíveis. A carreira de Mia foi marcada pelas comédias de Woody Allen, que a tinha como musa inspiradora.

    Leia tudo sobre: grace kellymia farrowsophia loren

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG