Cobertura do caso Eloá foi feita ¿sem ética¿, afirma deputado

BRASÍLIA ¿ O deputado Luiz Bassuma (PT/BA) afirmou nesta terça-feira que a cobertura da imprensa no sequestro seguido de morte da adolescente Eloá Pimentel, em Santo André (SP), foi realizada ¿sem ética¿. Segundo o deputado, os repórteres que participavam da cobertura pareciam ¿abutres em busca de carniça¿.

Carollina Andrade - Último Segundo/Santafé Idéias |

Acordo Ortográfico

É necessário que se crie um mecanismo de controle social para que a imprensa não atrapalhe o trabalho da polícia e nem faça o que fez (matérias ao vivo com o sequestrador) durante a cobertura deste caso. A sociedade não pode deixar livres estes meios de comunicação em busca de informações a qualquer preço, ressaltou o deputado.

Em resposta às declarações de Bassuma, o representante das organizações Globo, Evandro Guimarães, afirmou que a TV Globo não teve nenhum beneficio de audiência com a cobertura do caso. Não tivemos nenhum beneficio de audiência e não perseguiríamos isso por razão de audiência, acrescentou Evandro.

Guimarães acrescentou ainda que a emissora não vê problema em obedecer os limites impostos pela polícia. Não temos nada contra que a autoridade policial nos informe os limites que devem ser cumpridos pela imprensa para não interferir na ação da policia.

O deputado participa nesta tarde de audiência realizada pelas comissões de Defesa do Consumidor, Ciência e Tecnologia e Comunicação e Informática, para discutir a espetacularização promovida pelas redes de televisão na cobertura do cárcere privado em Santo André (SP).

Participam ainda da audiência o representante da Rede Record, Márcio Novaes, o pesquisador do Núcleo de Mídia da Universidade de Brasília, Venício Artur de Lima, o promotor de Justiça Criminal de Santo André, Augusto Rossini e a presidente do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), Maria Luíza Moura Oliveira.

Leia mais sobre: sequestro em Santo André

    Leia tudo sobre: sequestroseqüestro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG