CNT/Sensus: Lula aumenta capacidade de transferir voto

Apesar da queda da aprovação pessoal e de seu governo, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva aumentou sua capacidade de transferência de votos. É o que mostra a pesquisa CNT/Sensus divulgada hoje.

Agência Estado |

Segundo o levantamento, a parcela dos entrevistados que somente votaria em um candidato apoiado por Lula passou de 15,6% em dezembro para 21,5% em março. Contudo, a taxa dos que não votariam em alguém que Lula indicasse também subiu, de 18,4% em dezembro para 20,3% em março.

Segundo o coordenador da pesquisa, Ricardo Guedes, essa situação mostra que, embora tenha havido uma piora da avaliação do governo, a população começa a tomar partido e a entrar mais no clima da eleição. Uma prova disso, segundo ele, é o fato de que o porcentual dos que responderam na pesquisa espontânea que votariam em Lula para presidente caiu de 21,3% em janeiro para 16,2% em março.

Como o presidente não pode disputar um terceiro mandato, a redução do porcentual de pessoas que dizem que querem votar nele mostra que a população começa a se informar sobre o pleito. De acordo com Guedes, essa maior transferência de votos do presidente pode ser notada também pelo crescimento das intenções de voto na ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, que seria a candidata favorita de Lula.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG