CNT/Sensus: aprovação ao governo Lula cai para 62,4%

Sob efeito da crise econômica global, a aprovação ao governo Lula e avaliação pessoal do presidente Luiz Inácio Lula da Silva colhidas pela pesquisa CNT/Sensus caíram em março, ante números de janeiro, para os menores níveis desde abril de 2008. Segundo levantamento, feito com dois mil entrevistados em 24 Estados brasileiros entre os dias 23 e 27 de março, a avaliação positiva do governo Lula caiu dos 72,5% de janeiro para 62,4% em março.

Agência Estado |

Em abril do ano passado, a aprovação era de 57,5%. Já a aprovação pessoal do presidente Lula teve um recuo de 84% em janeiro para 76,2% em março. Em abril de 2008, era de 69,3%.

"Essa queda basicamente é efeito da piora nas perspectivas para emprego e renda, mas ainda são porcentuais significativamente elevados", disse o responsável pela pesquisa, o diretor da Sensus Ricardo Guedes. Apesar da queda na aprovação do governo e do presidente, os patamares ainda são bem superiores aos verificados pela pesquisa no governo Fernando Henrique Cardoso, no mesmo mês de um ano pré-eleições presidenciais. Em março de 2001, a aprovação ao governo FHC era de 33,3% e a avaliação positiva do presidente Fernando Henrique Cardoso era de 45,6%.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG