CNM: País tem recorde de prefeitos que tentam reeleição

O porcentual de prefeitos candidatos à reeleição em 2008 é recorde. Dos 4.

Agência Estado |

368 prefeitos que estão em primeiro mandato, pelo menos 3.361 (ou 76,9%) tentarão se manter no cargo. A informação é da Confederação Nacional de Municípios (CNM), que pesquisou cada uma das 5.562 prefeituras do País para saber quantos candidatos à reeleição haverá neste ano. O estudo da CNM mostra que, embora 2000 continue como o ano com o maior número absoluto de candidatos à reeleição (3.448), a quantidade de 2008 é proporcionalmente a maior desde que a emenda da reeleição foi aprovada em 1998.

Em 2000, por exemplo, todos os chefes de Executivo municipais estavam em primeiro mandato e podiam, portanto, concorrer ao segundo, mas apenas 62% o fizeram. Em 2004, como 2.006 prefeitos estavam em segunda gestão, o número de candidatos à reeleição caiu em termos absolutos para 2.251, mas subiu em termos proporcionais para 63,3%.

O maior porcentual, de 76,9%, verificado em 2008, é interpretado pelo presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, como um indicador de maior confiança dos atuais administradores municipais em ter sucesso nas urnas por causa de melhorias nas contas públicas. "Os prefeitos sanearam as contas no último mandato e presumem que poderão se planejar melhor num segundo mandato e concluir as obras e os projetos iniciados", afirma.

O Amapá é o Estado com a maior porcentagem de prefeitos que tentam continuar no cargo: 100% dos 13 administradores municipais em condições de disputar o segundo mandato, de um total de 16. Em números absolutos, Minas Gerais tem a maior quantidade de prefeitos tentando reeleger-se: 567 (ou 81% dos que podem concorrer).

São Paulo

Em São Paulo, 472 prefeitos poderiam tentar um segundo mandato, dos quais 392, efetivamente, se lançaram candidatos (83%) - índice superior à média nacional de 76,9%. O Rio Grande do Norte é o Estado com o menor porcentual de prefeitos tentando a reeleição, 61%, seguido do Rio de Janeiro, com 67% de tentativa.

De acordo com o levantamento da CNM, cerca de 93% dos prefeitos que concorrem à reeleição buscaram outros partidos para se aliar. Individualmente, o PMDB é a legenda com o maior número de prefeitos candidatos à reeleição, 817, seguido por PSDB, com 482, e PP, com 305. Proporcionalmente ao número de prefeitos em primeiro mandato e que podem concorrer à reeleição, entretanto, o maior índice de tentativa é do PC do B: 13 dos 14 prefeitos da sigla (92,9%), todos em primeiro mandato, buscam manter-se na função por mais quatro anos.

Entre as maiores agremiações, o PT é a que apresenta o maior porcentual de prefeitos em primeiro mandato procurando a reeleição: 285 dos 335 (85,1%) prefeitos com possibilidade manter-se no cargo estão na disputa. Em geral, todos os partidos da base aliada ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva apresentam maior disposição de tentar a reeleição: PTB (82,4%), PSB (81,4%), PMDB (78,9%), PR (77,3%) e PP (75,3%). Na oposição, esse índice cai para 74,6% no PSDB e 65,5% no DEM.

O estudo mostra ainda que, coincidentemente, 58,2% dos prefeitos que se candidataram à reeleição em 2000 e 2004 foram bem-sucedidos nas urnas - assumindo que esse mesmo porcentual de sucesso eleitoral seja mantido em 2008, a CNM estima que pelo menos 1.956 dos atuais prefeitos serão reeleitos.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG