O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e os ministérios da Justiça e da Defesa assinaram hoje um acordo de cooperação que tem o objetivo de tornar mais ágil e seguro o transporte de presos. De acordo com informações do CNJ, deverão ser transferidos aproximadamente 1,5 mil presos, em todo o País, por meio da Operação Retorno.

Na operação, deverão ser devolvidos aos Estados de origem presos que aguardam julgamento em unidades prisionais distantes de onde cometeram os crimes.

Um outro acordo assinado no CNJ hoje vai permitir a chegada da internet banda larga em comarcas da Amazônia Legal.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.