CNJ e governo tentam agilizar transporte de presos

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e os ministérios da Justiça e da Defesa assinaram hoje um acordo de cooperação que tem o objetivo de tornar mais ágil e seguro o transporte de presos. De acordo com informações do CNJ, deverão ser transferidos aproximadamente 1,5 mil presos, em todo o País, por meio da Operação Retorno.

Agência Estado |

Na operação, deverão ser devolvidos aos Estados de origem presos que aguardam julgamento em unidades prisionais distantes de onde cometeram os crimes.

Um outro acordo assinado no CNJ hoje vai permitir a chegada da internet banda larga em comarcas da Amazônia Legal.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG