CNI aponta recuperação leve da indústria em fevereiro

BRASÍLIA (Reuters) - Dados da Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgados nesta terça-feira mostraram uma leve elevação das vendas da indústria em fevereiro frente ao mês anterior, período em que o uso da capacidade instalada das fábricas ficou estagnado após três meses de quedas expressivas. Na comparação com o ano anterior, contudo, os números ainda mostram forte retração do faturamento e o emprego no setor segue em queda, assim como na leitura mensal.

Reuters |

O faturamento real da indústria cresceu 0,7 por cento em fevereiro frente a janeiro e caiu 10 por cento na comparação com o mesmo período do ano anterior. A queda acumulada no bimestre é de 10,9 por cento.

O índice de uso da capacidade instalada seguiu em 77,8 por cento, mesmo número de janeiro e frente a 83,1 por cento há um ano.

"Os sintomas de recuperação da atividade industrial são tênues e relativos até fevereiro", afirmou em nota o economista-chefe da CNI, Flávio Castelo Branco. Ele destacou que a base de comparação em janeiro é muito fraca e que a retomada definitiva da atividade depende da recuperação do comércio mundial.

O emprego na indústria caiu 1,1 por cento em fevereiro frente a janeiro e teve retração de 1,5 por cento na comparação anual, segundo a CNI.

(Reportagem de Isabel Versiani)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG