CNA aprova contratação de auditoria em computadores

O Conselho da Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) aprovou, em reunião realizada hoje, a contratação de uma empresa que fará auditoria nos computadores na sede da entidade, em Brasília. Uma decisão que contraria o posicionamento do presidente da CNA, Fábio Meirelles, que se opunha à contratação.

Agência Estado |

A empresa contratada para fazer a inspeção deve ser a PriceWaterHouseCoopers, informaram fontes que participaram da reunião. A expectativa é que a CNA divulgue uma nota para dar informações sobre o assunto. A contratação teria sido aprovada por unanimidade.

A proposta era defendida pela senadora Kátia Abreu (DEM-TO) que acusava que o correio eletrônico dela havia sido "violado" em busca de informações que pudessem prejudicar a campanha a presidente na CNA. Em conversas informais, Kátia acusou Meirelles de ser o mandante da violação. A senadora do DEM do Tocantins teria dito, durante a reunião, que não tem "nada a ver" com a liberação de R$ 650 mil desembolsados pela CNA para uma campanha com o objetivo de alertar o produtor sobre a necessidade do voto consciente.

Kátia disse, segundo fontes, que estava licenciada da diretoria da entidade quando a campanha foi contratada. Grupos adversários a ela denunciaram que este dinheiro teria sido usado, irregularmente, na campanha ao Senado, em 2006. Kátia teria lembrado, no encontro, que a campanha eleitoral veiculada na televisão foi paga pelo PMDB, partido que fazia parte da coligação que a elegeu.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG