A secretária americana de Estado, Hillary Clinton, defendeu nesta quarta-feira uma intervenção no site de relacionamentos Twitter para impedir a suspensão desta ferramenta de comunicação importante em um momento crucial aos iranianos.

"Os Estados Unidos acreditam, apaixonadamente, no princípio básico da liberdade de expressão (...) e, entre estes meios de expressão, o uso do Twitter é muito importante, não apenas para os iranianos, mas para cada vez mais gente, no mundo inteiro, especialmente os mais jovens".

"Penso que manter esta linha de comunicação aberta e permitir ao povo compartilhar informações, especialmente em um momento no qual não há outras fontes de informação. É um aspecto importante do direito de expressão e da capacidade de se organizar".

Hillary Clinton respondia à pergunta sobre uma eventual intervenção da administração americana no Twitter para deter um trabalho de manutenção que impeça o acesso da população iraniana ao site de relacionamento.

Muitos iranianos que questionam o resultado das eleições recorrem ao Twitter para convocar a resistência e divulgar informações sobre protestos e controntos com a polícia.

Análises:

Leia também:

Leia mais sobre Irã


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.