Clinton defende intervenção no Twitter para apoiar iranianos

A secretária americana de Estado, Hillary Clinton, defendeu nesta quarta-feira uma intervenção no site de relacionamentos Twitter para impedir a suspensão desta ferramenta de comunicação importante em um momento crucial aos iranianos.

AFP |

"Os Estados Unidos acreditam, apaixonadamente, no princípio básico da liberdade de expressão (...) e, entre estes meios de expressão, o uso do Twitter é muito importante, não apenas para os iranianos, mas para cada vez mais gente, no mundo inteiro, especialmente os mais jovens".

"Penso que manter esta linha de comunicação aberta e permitir ao povo compartilhar informações, especialmente em um momento no qual não há outras fontes de informação. É um aspecto importante do direito de expressão e da capacidade de se organizar".

Hillary Clinton respondia à pergunta sobre uma eventual intervenção da administração americana no Twitter para deter um trabalho de manutenção que impeça o acesso da população iraniana ao site de relacionamento.

Muitos iranianos que questionam o resultado das eleições recorrem ao Twitter para convocar a resistência e divulgar informações sobre protestos e controntos com a polícia.

Análises:

Leia também:

Leia mais sobre Irã


    Leia tudo sobre: irã

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG