Londres, 13 nov (EFE).- O veterano cineasta americano Clint Eastwood assegura que quer seguir fazendo filmes para adultos, contra boa parte do cinema atual.

"Hoje em dia, fazem-se muitos filmes para adolescentes, mas eu tento fazê-los para adultos embora devêssemos conseguir que os vissem também os adolescentes", explica, em declarações ao jornal "Daily Telegraph".

Eastwood, ator, diretor e produtor, indicado dez vezes ao Oscar, explica que não tem intenção de se aposentar "até que alguém pense que devo fazê-lo".

"Uma chave da longevidade é levar uma vida atarefada, tanto física como mentalmente", opina.

"Continuo gostando de trabalhar e quero contar mais histórias.

Busco novos obstáculos a superar", assinala o ator, que não só atua e dirige, mas também compõe música para muitos de seus filmes.

No final do mês, estréia no Reino Unido seu novo filme, "Changeling", baseado em um fato real ocorrido nos anos 1920 em Los Angeles, com Angelina Jolie no papel de Christine Collins, uma mulher internada por erro em um brutal hospital psiquiátrico.

Outro filme seu, "Grande Torino", um drama de gângsteres, chegará também em breve aos cinemas, e "The Human Factor", com Morgan Freeman no papel de Nelson Mandela, está em fase de pré-produção.

Decididamente, aos 78 anos, Clint Eastwood não tem vontade de descansar. EFE jr/jp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.