Claude Lanzmann declara aberto o 61º Festival de Cannes

O cineasta francês Claude Lanzmann, diretor do documentário Shoah, declarou oficialmente aberto 61º Festival de Cannes, marcado pela exibição de Blindness, do diretor brasileiro Fernando Meirelles.

AFP |

Lanzmann parabenizou os organizadores, que "fizeram deste Festival um lugar único do planeta cinema e nos fizeram conhecer a imensa diversidade e a imensa riqueza do cinema dos cinco continentes".

"Como existe apenas uma humanidade, há apenas um cinema", disse, lançando um "Viva!" à "diversidade interminável e à unidade indestrutível do cinema".

Anteriormente, Meirelles, cercado pelo elenco do filme, entre eles a brasileira Alice Braga, foi aplaudido por um longo tempo ao entrar na sala.

O cineasta brasileiro brincou junto às escadarias do palácio de exibição, afirmando que "para inaugurar um festival cinematográfico, é preciso dizer que um filme sobre a cegueira é interessante".

Compareceram à cerimônia de abertura do festival inúmeras estrelas, como os americanos Dennis Hopper, Faye Dunaway e Eva Longoria, a australiana Cate Blanchett, assim como todos os membros do jurado, entre eles o americano Sean Penn, Natalie Portman e o diretor mexicano Alfonso Cuarón.

mc/fb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG