SÃO PAULO - O resgate de um dos cisnes que estava encalhado na lama que se formou no lago do Parque da Aclimação, no centro de São Paulo, foi concluído na manhã desta quarta, após 40 horas. O casal de cisnes negros ficou atolado no lamaçal na última segunda-feira, depois que o vertedouro - equipamento hidráulico que regula o nível de água - se rompeu, drenando os 78 mil metros cúbicos de água para o Rio Tamanduateí, em consequência da forte chuva que atingiu a cidade.

    Além dos cisnes, a enxurrada levou parte dos peixes e aves aquáticas, como patos e marrecos, mantidos no local. Habitam o parque aves aquáticas como o socó-dorminhoco, martim-pescador, marrecos, gansos, patos e aves migratórias. Entre os peixes do lago, havia carpas e tilápias.

    AE
    Portão fechado do Parque da Aclimação nesta quarta-feira


    O prefeito Gilberto Kassab (DEM) deve vistoriar o lago na tarde desta quarta-feira. A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente, contratou, emergencialmente, uma empresa para investigar as causas do acidente.

    Segundo a assessoria da secretaria, o parque está fechado nesta quarta-feira para que seja feito o isolamento do lago por medida de segurança. Ainda não há previsão de liberação para o público.

    AE
    Área do lago do parque da Aclimação ficou tomada pela lama

    Leia também:

    Leia mais sobre: parques

      Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.