Cirurgia de José Alencar termina depois de 17 horas; estado de vice-presidente é estável

SÃO PAULO - Durou mais de 17 horas a cirurgia a que foi submetido o vice-presidente José Alencar. De acordo com informações do boletim médico, a operação para a retirada de um tumor abdominal terminou por volta das 3h desta segunda-feira e transcorreu bem.

Redação com Agência Estado |

Ainda segundo o boletim médico, o estado de José Alencar, que agora se recupera em uma Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, é estável.

A cirurgia para a retirada de um tumor abdominal a que se submeteu o vice-presidente é "uma das mais radicais na área da oncologia e a mais delicada cirurgia a que foi submetido o vice-presidente", afirmaram o oncologista Paulo Hoff e o cardiologista Roberto Calil. Os dois especialistas fazem parte da equipe responsável pelo procedimento cirúrgico, coordenada pelo cirurgião Ademar Lopes.

"O vice-presidente e seus familiares foram avisados sobre a complexidade do procedimento, bem como sobre os riscos trans e pós-operatórios, estando todos de perfeito acordo", acrescentou Lopes.

Os médicos explicaram que retiraram um tumor principal e vários tumores satélites, em um procedimento conhecido como peritonectomia. A cirurgia foi realizada na região inferior esquerda do abdômen de José Alencar, próxima ao ureter - canal que conduz a urina do rim à bexiga.

O vice-presidente deverá passar alguns dias na UTI. Alencar enfrenta sua oitava cirurgia e luta contra o câncer desde 1997.

Estado de Alencar é estável; veja reportagem


Leia mais sobre: José Alencar

    Leia tudo sobre: josé alencar

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG