Ciro é elemento neutro em eleição, indica CNI/Ibope

O argumento utilizado pelo deputado Ciro Gomes (PSB-CE) de que beneficiaria a candidatura da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT), ao retirar votos do tucano José Serra não se mostra factível na pesquisa CNI/Ibope divulgada hoje. O levantamento fez uma simulação de listas que permite constatar que é nula a influência da presença da candidatura Ciro nos resultados de Dilma e Serra.

Agência Estado |

Com Ciro dentro ou fora da lista, a diferença de votos entre Dilma e o governador de São Paulo permanece a mesma: cinco pontos porcentuais em favor do tucano. Sem Ciro na disputa, Serra obtém 38% das intenções de voto, Dilma, 33%, Marina Silva (PT), 8%, brancos e nulos, 12%, e 8% não souberam ou quiseram responder. Com Ciro na lista, Serra conquista 35%, Dilma, 30%, Ciro, 11%, Marina, 6%, brancos e nulos, 10%, e 8% não souberam ou quiseram responder.

"A diferença entre Serra e Dilma fica em cinco pontos porcentuais com ou sem Ciro na lista. Ele é um elemento neutro no processo eleitoral", afirmou o diretor de operações da CNI, Rafael Lucchesi. Na pesquisa, Ciro Gomes, que foi candidato à Presidência da República em 1998 e em 2002, registra praticamente o mesmo grau de conhecimento pela população de Dilma, que nunca concorreu ao cargo - 44% dos consultados responderam que conhecem Dilma bem ou mais ou menos, enquanto Ciro obteve 45%.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG