mole com Serra - Brasil - iG" /

Ciro diz que Aécio está sendo mole com Serra

O deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE) afirmou, nesta quarta-feira, que o governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB-MG), está sendo ¿mole¿ com o governador de São Paulo, José Serra (PSDB-SP), na definição sobre o candidato à disputa presidencial em 2010 pelo partido.

Tales Faria, iG Brasília |

AE

Aécio e Serra em seminário, em Goiânia, 
realizado no dia 17 de outubro

Para Ciro, Aécio deveria ter uma conversa direta com Serra. Aécio está sendo muito mole. O Serra vai acabar conseguindo impedir que ele tenha tempo de fazer campanha. Disse para ele [Aécio] olhar nos olhos do Serra e avisar: 'sai da disputa que eu vou à Convenção de qualquer maneira'. O Serra desiste na hora. Ele sabe que não pode derrotar Aécio na convenção, afirmou Ciro.

Para Ciro, a demora do PSDB em decidir quem sairá candidato à presidência pode atrapalhar os planos do partido. O governador de São Paulo, José Serra, está em queda livre como candidato a presidente da República. Podem escrever: o Serra está acompanhando as pesquisas. Já, já concluirá que vai perder e sai da disputa presidencial, afirmou Ciro, acrescentando que o caminho de Serra deverá ser buscar a reeleição a governador.

O problema é que ele pode acabar atrapalhando a candidatura que realmente tem consistência eleitoral pelo PSDB, a do governador Aécio Neves (MG), destacou.

Ciro candidato

O deputado destacou ainda, em entrevista ao Último Segundo , que segue na corrida presidencial contra a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT). Questionado se o pré-acordo entre o PMDB e PT atrapalharia sua candidatura, Ciro afirmou que não se preocupa com o assunto neste momento e que, se chegar ao segundo turno, eu venço. Tenho certeza.

Acordo PT-PMDB

Sob comando do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, PT e PMDB selaram na noite da terça-feira um pré-acordo eleitoral considerado essencial para o sucesso da campanha a ser liderada pela ministra Dilma. O acerto entre PT e PMDB é o primeiro entre as legendas aliadas ao governo.

O compromisso prevê um peemedebista como vice na chapa de Dilma, a incorporação do PMDB à coordenação da campanha e a participação do partido na elaboração do programa de governo da candidata, que atualmente está atrás da oposição nas pesquisas de intenção de voto.

Leia também:

Leia mais sobre eleições 2010

    Leia tudo sobre: eleição

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG