O deputado Ciro Gomes (PSB-CE) admitiu hoje a possibilidade de compor uma chapa eleitoral com a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, para disputar a sucessão presidencial de 2010. Ao falar a respeito de Dilma, que é um dos nomes mais cotados do PT para disputar a Presidência da República e conta, inclusive, com o apoio de Lula nos bastidores, Ciro destacou que não seria difícil uma composição política com ela.

"A ministra Dilma é uma pessoa extraordinária".

O parlamentar e ex-ministro, que participou hoje na capital paulista de evento de comemoração dos 40 anos da revista Veja , foi questionado também sobre uma eventual composição com o governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), em 2010. A esse respeito, Ciro afirmou que apesar dos dois serem muito amigos, militam em diferentes esferas políticas, o que dificultaria uma eventual aliança partidária. Ainda sobre Dilma, Ciro disse: "Dilma tem um pouco mais de estrada na vida nacional, embora estrada nenhuma na vida eleitoral."

Apesar de acenar com a composição política com a ministra em 2010, o deputado esquivou-se em definir quem poderia ser cabeça de chapa à Presidência da República. "Isso é o Brasil que vai definir em 2010, ninguém é candidato de si próprio", disse. Ciro afirmou também que atualmente existem cinco nomes que podem se tornar candidatos à sucessão de Lula em 2010. Pela situação, ele e Dilma Rousseff, e pela oposição os governadores de São Paulo, José Serra (PSDB), de Minas Gerais e a ex-senadora Heloísa Helena (PSOL).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.