Cinzas de vulcão se espalham no Sul do País e atrapalham voos

Gol, TAM, Webjet e Azul anunciaram a suspensão temporária das operações no aeroporto de Porto Alegre

AE |

A nuvem de cinza vulcânica chegou à região de Curitiba, segundo o boletim mais recente emitido pelo Volcanic Ash Advisory Centres da Argentina, instituto responsável pelo monitoramento da situação no Cone Sul. A informação foi divulgada nesta manhã pela Força Aérea Brasileira (FAB).

A abrangência agora da camada de nuvem inclui a região de Porto Alegre, Florianópolis e Curitiba, de acordo com Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA), que tem coordenado o tráfego aéreo nas áreas atingidas. A nuvem está concentrada entre 6 mil e 7,6 mil metros de altitude. Se mantidas as atuais condições meteorológicas, a tendência é que nuvens sigam para o Oceano Atlântico.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) confirma essa possibilidade, devido ao fluxo dos ventos. “O vento que atinge a região Sul, vindo da região das Cordilheiras dos Andes, está se deslocando para o oceano e as cinzas seguem com os ventos”, explicou o meteorologista Flavio Varone.

O avanço das cinzas do vulcão sobre o espaço aéreo do Sul do Brasil prejudica as operações nos aeroportos da região. Após cancelar voos para cidades da América do Sul, a Gol, a TAM, a Webjet e a Azul anunciaram a suspensão temporária das operações no aeroporto de Porto Alegre. Segundo boletim da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), às 13 horas, o aeroporto registrava 49 voos cancelados (94,2%) dos 52 programados.

A Gol irá retomar, a partir das 16h, as operações nos nos aeroportos de Caxias do Sul e Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, e Chapecó, em Santa Catarin a. Pela manhã, a empresa já havia confirmado decolagens para Florianópolis, Navegantes e Joinville. .

A Gol orienta clientes que viajariam às cidades com voos cancelados a permanecer em seus destinos de origem e contatar a companhia nos telefornes 0300-115-2121 (Brasil), 0-810-266-3232 (Argentina) e 5-098-2403-8007 (Uruguai).

A TAM cancelou seus voos de e para Florianópolis, em Santa Catarina, na manhã desta sexta. A companhia também continua com seus voos suspensos para os aeroportos de Porto Alegre, Buenos Aires e Montevidéu. Ainda não há previsão de restabelecimento dessas rotas. "Essas medidas são necessárias para garantir a segurança de clientes e tripulantes", informa por meio de comunicado.

A companhia informa ainda que os aeroportos do Rio de Janeiro (Santos Dumont), Belo Horizonte (Confins), Curitiba, Foz do Iguaçu, Londrina, Uberlândia, Navegantes, Bauru, Natal e Campo Grande tiveram suas operações interrompidas em diferentes períodos entre a noite de ontem e a manhã desta sexta-feira (10), o que provocou desvio de aeronaves para outros destinos, atrasos e cancelamentos de voos.

"O efeito desses fechamentos, somado à interrupção das operações dos voos de e para Porto Alegre e Florianópolis devido à nuvem de cinzas do vulcão chileno Puyehue, poderá ser sentido durante todo o dia de hoje na malha aérea da companhia, até que as aeronaves e a tripulação possam ser reposicionadas nos aeroportos corretos", diz o cumunicado.

A companhia orienta os clientes a ligar para a Central de Atendimento antes de se dirigirem ao aeroporto, nos números 4002-5700 (capitais) e 0800-570-5700 (demais localidades) no Brasil, 0-810-3333333 (Argentina), 5-62-6767900 (Chile), 595-21-6595000 (Paraguai) e 000-40190223 (Uruguai).

* Com AE e Agência Brasil

    Leia tudo sobre: vulcãovootamgol

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG