Cineasta defende Oscar póstumo para Heath Ledger

NÁPOLES ¿ A possibilidade de um Oscar póstumo para o ator Heath Ledger, que morreu aos 28 anos em janeiro devido a uma overdose acidental de medicamentos, é defendida fortemente por Terry Gilliam, diretor do filme The Imaginarium of Dr. Parnassus, do qual Ledger participava quando faleceu.

Agência Ansa |

"Qualquer interpretação daquele gênio, Heath Ledger, merece um Oscar. Sua morte para mim não tem explicação: era uma pessoa positiva e cheia de vida", disse o diretor.

O prêmio póstumo já está sendo cogitado nos Estados Unidos com o lançamento de "Batman - O Cavaleiro das Trevas", último filme completado pelo ator, que interpreta o vilão Coringa.

A morte inesperada de Ledger prejudicou as filmagens de "The Imaginarium of Dr. Parnassus", mas, em sua homenagem, os atores Johnny Depp, Colin Farrell e Jude Law decidiram participar do filme.

"Em alguns meses terminarei a montagem, depois o filme estreará nos cinemas", disse o diretor, que já havia trabalhado com Ledger no filme "Os Irmãos Grimm" (2005).

Leia mais sobre: Heath Ledger

    Leia tudo sobre: batmanheath ledger

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG