Cinco são acusados de fazer orgia com menores em SP

Cinco empresários são acusados de promover orgias com adolescentes em Mairinque, cidade a 65 quilômetros de São Paulo. O dono do imóvel onde ocorriam as orgias é acusado de ser o chefe do grupo. Outros dois têm empresas em Araçariguama, cidade da região, e um terceiro, em Sorocaba.

Agência Estado |

Um dos suspeitos está preso desde sábado e os outros quatro, foragidos. Todos deverão responder por estupro, atentado violento ao pudor, corrupção de menores e outros crimes previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente. Hoje, a Justiça de Mairinque decretou sigilo sobre o caso.

De acordo com o delegado da Polícia Civil Alexandre Cassola, uma adolescente de 15 anos e uma garota maior de idade eram obrigadas a aliciar meninas para o grupo. A jovem maior disse que foi obrigada, sob ameaça, a manter relações sexuais com todos os acusados. Ela e as adolescentes deram ao delegado detalhes das orgias. Vizinhos do prédio contam que as festas ocorriam inclusive nos finais de semana. Os homens e as garotas podiam ser vistos andando nus pelos cômodos e até na parte externa do imóvel.

Os crimes foram denunciados porque duas garotas, ambas com 15 anos completados recentemente, quiseram sair do esquema. Elas dizem que foram perseguidas e ameaçadas pelo empresário de Sorocaba. Na casa de um deles, a polícia apreendeu um computador portátil, fitas de vídeo, CDs, DVDs e máquinas digitais com grande quantidade de material pornográfico, encaminhado para perícia no Instituto de Criminalística de Sorocaba. A reportagem tentou contato com familiares dos acusados, mas ele não quiseram falar.

    Leia tudo sobre: pedofilia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG