Cinco policiais rodoviários são presos suspeitos de corrupção

Agentes foram presos durante operação realizada pela PF em Pernambuco. Investigação aponta que policiais cobravam "pedágios"

iG São Paulo |

A Polícia Federal prendeu na manhã desta quarta-feira cinco policiais rodoviários suspeitos de corrupção dentro da Polícia Rodoviária Federal de Pernambuco. Todos trabalham nas BR-101, BR-232 e BR-408 das cidades de Igarassú, Carpina, Cabo, Ribeirão, Moreno, Gravatá, Caruaru, Quipapá e São Caetano. Se condenados, os policias podem pegar mais de dez anos de prisão.

Segundo informações da PF, os policiais recebiam propina e eram omissos em fiscalizações. A investigação, que teve início em 2008, mostrou a existência de uma série de núcleos organizados que se dispunham a cobrar “pedágios” de usuários nas rodovias federais, oferecer proteção a cooperativados ou não de transportes alternativos, a empresas de logística e transportes, além de usinas, para que veículos ligados a essas empresas tivessem trânsito livre sem observarem as normas de trânsito e segurança.

A PF informa que a investigação é realizada sob segredo de Justiça, mas aponta que empresários fomentavam a corrupção pública. A operação realizada nesta quarta-feira teve apenas como alvo os policiais rodoviários. A PF não informou se há mandados de prisão contra os empresários também.

Além dos cinco mandados de prisão preventiva já cumpridos, a PF cumpre 25 conduções coercitivas, 30 afastamentos cautelares das funções, 62 mandados de busca e apreensão, sendo 10 em repartições públicas, 07 em empresas e 45 nas residências dos envolvidos.

Participam da operação 280 policiais federais de sete Estados --Alagoas, Paraíba, Ceará, Piauí, Sergipe, Rio Grande do Norte, Pernambuco -- e 200 policiais rodoviários federais das corregedorias-geral e regionais e grupos especializados de 14 Estados - Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí, Maranhão, Pará, Sergipe, Distrito Federal e Tocantins.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG