Cinco partidos já manifestaram apoio a ato da Mesa no caso das passagens

BRASÍLIA - Líderes de cinco partidos já manifestaram apoio à adoção das novas regras para passagens aéreas por ato da Mesa Diretora. Os líderes estão reunidos com o presidente da Câmara, Michel Temer, neste momento. Os líderes do DEM, Ronaldo Caiado (GO); PT, Candido Vaccarezza (SP); PSDB, José Anibal (SP); PV, Sarney Filho (MA); e PPS, Fernando Coruja (SC); já anunciaram que apoiam a adoção das medidas por ato da Mesa.

Agência Câmara |

A maioria dos líderes também concorda com a extinção das cotas suplementares para integrantes da Mesa Diretora e para as lideranças. Caso a decisão seja aprovada na reunião, todos os parlamentares terão a mesma cota, definida de acordo com o Estado do deputado.

Temer abriu a reunião reafirmando que estava disposto a votar um projeto de resolução sobre o assunto em plenário, mas admite decretar as medidas por ato da Mesa, se houver acordo entre os líderes.

O deputado Silvio Costa (PMN-PE) que discordava da medida por ato da mesa e que havia recuado ontem de sua posição, voltou a defender a votação das novas regras pelo Plenário durante a reunião.

A reunião prossegue na residência oficial da Presidência da Câmara.

Novas regras
As medidas restringem as passagens a que o deputado tem direito mensalmente a quatro trechos aéreos, ida e volta, entre o Estado do parlamentar e Brasília. Os bilhetes só poderão ser usados pelo próprio parlamentar ou por assessores. No caso desses últimos, a viagem terá que ser comunicada à Mesa Diretora.

O deputado também deverá prestar contas da verba de transporte áereo pela internet em um prazo de até 90 dias. Ainda está prevista a extinção das cotas suplementares para o integrantes da Mesa Diretora. 

Leia também:

Leia mais sobre: farra das passagens

    Leia tudo sobre: câmara

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG