Brasília - Cinco municípios brasileiros estão em estado de risco de ocorrência de surto de dengue: Itabuna e Camaçari, na Bahia; Epitaciolândia, no Acre; Mossoró, no Rio Grande do Norte; e Várzea Grande, em Mato Grosso. Outros 71 municípios estão em estado de alerta, e desses 14 destes capitais.

Os dados constam do Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegpti (Lira) realizado em 161 municípios do país e divulgado hoje pelo Ministério da Saúde. Segundo o ministro José Gomes Temporão, a divulgação serve como estratégia de combate à doença.
Em 2007, o Rio de Janeiro era considerado em estado de alerta. As medidas de combate efetivo não foram tomadas e houve uma grave epidemia no início de 2008, relatou Temporão.

O ministro convocou a todos os prefeitos que se reelegeram e os novos prefeitos, comerciantes e a população, de uma forma geral, a agir para que não haja nenhum intervalo nos trabalhos contra a dengue.

Quero chamar a atenção que como nesta época do ano as temperaturas se elevam muito, o ciclo do mosquito que é de 30 dias em temperaturas amenas, se reduz para 12 neste período, o que aumenta a possibilidade de transmissão da doença.

As principais causas da incidência da dengue foram a falta de abastecimento regular de água, o acúmulo de lixo, além dos criadouros domiciliares do mosquito como os vasos e as caixas d'água.

O levantamento é realizado anualmente pelos municípios com o objetivo de identificar com antecedência as áreas com maior risco da dengue. Os resultados permitem ações rápidas por parte do governo.

Leia mais sobre: dengue

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.