Município de Urubici, no planalto sul catarinense, registrou -1,1ºC. Condições são favoráveis para formação de geada no Rio Grande do Sul

A massa de ar frio e seco de origem polar que chegou nesta terça-feira em Santa Catarina derrubou as temperaturas durante a madrugada desta quarta-feira, segundo informações do Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina (Ciram).  

Veja imagens do frio pelo Brasil nesta quarta-feira

Frio nesta manhã na cidade serrana catarinense de Alfredo Wagner
AE
Frio nesta manhã na cidade serrana catarinense de Alfredo Wagner
No município de Urubici, a temperatura chegou a -1,1ºC, no Morro da Igreja, que fica no planalto sul catarinense, segundo o Ciram. Na mesma região, a cidade de Urupema registrou a marca de 0,2ºC e em São Joaquim os termômetros chegaram a 0,1ºC. De acordo com o Ciram, o frio continua no Estado na noite desta quarta e madrugada de quinta-feira, que serão marcadas por temperaturas baixas em várias regiões de Santa Catarina.

Saiba a previsão do tempo na sua cidade

No Paraná, a temperatura mais baixa foi registrada no distrito de Pinhão, no centro-sul ( 2,3°C). Essa é a menor temperatura desde 2004, segundo o meteorologista Fernando Mendes, do serviço de meteorologia do estado (Simepar). “Em Guarapuava, no sul do estado, a mínima foi 3 °C, a menor temperatura desta estação desde 1998”, informou Mendes.

Na parte sul do Estado, excetuando-se a faixa litorânea, as mínimas ficaram abaixo dos 10°C, sendo que no sul, centro, sudoeste e na microrregião de Cascavel, os valores foram abaixo de 5°C. Entre Rios registrou 2,7 °C e Guarapuava, 2°C. Em Curitiba, os termômetros marcam 9°C agora de manhã.

Saúde: Queda brusca na temperatura eleva em 95% internações hospitalares

A partir desta quarta-feira, as temperaturas deverão cair também em Mato Grosso do Sul e São Paulo. A previsão do Inmet é chuva moderada a forte, com trovoadas e rajadas de vento em áreas isoladas no nordeste do Pará, Amapá, no sul, centro e leste de Goiás, do Distrito Federal, no Triângulo, sul e oeste de Minas Gerais, além do nordeste e leste de São Paulo. No Rio de Janeiro também há previsão de rajadas de vento entre 60 e 80 quilômetros por hora.

Estiagem

Muitos municípios catarinenses ainda estão em situação de emergência por conta da estiagem, segundo a Defesa Civil. Balanço da Defesa Civil desta terça-feira, mostra que são 113 municípios em situação de emergência, o último a decretar foi Campos Novos. O total de afetados chega a 636.622 pessoas.

Sul e Sudeste têm previsão de queda nas temperaturas nesta quarta-feira

Já foram destinados para o atendimento emergencial R$ 455 mil do Fundo Estadual de Defesa Civil e R$ 1,9 milhão provenientes do Ministério da Integração (MI), segundo a Defesa Civil. Segundo previsão do Ciram/Epagri, para o período de 29 de março a 11 de abril, o tempo permanece seco e a estiagem continua no oeste e meio-oeste do Estado. As temperaturas estarão mais baixas no final de março, se elevando no início do abril e diminuindo a cada passagem de frente fria.

Rio Grande do Sul

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), as condições meteorológicas são favoráveis para a formação de geada no Rio Grande do Sul na região da Serra Nordeste e no Planalto. Já para amanhã, na quinta-feira, há previsão para um declínio acentuado da temperatura.

Na cidade de São José dos Ausentes, região da Serra, a temperatura mínim a resistrada foi de 2,9ºC. Porém, há informações que a sensação térmica na cidade pode chegar a -4,5ºC. Na capital de Porto Alegre, os termômetros marcaram 11,8ºC, com sensação de 9ºC.

Jovem enfrenta frio em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Há previsão de geada nesta quarta
TÁRLIS SCHNEIDER/ACURÁCIA FOTOJORNALISMO/AE
Jovem enfrenta frio em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Há previsão de geada nesta quarta

*com AE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.