Cid pede decretação da ilegalidade da greve dos agentes penitenciários

FORTALEZA - Os 785 agentes penitenciários cearenses entram hoje no segundo dia de greve. Eles reivindicam pagamento de um piso salarial de R$ 1.790,00. O governador Cid Gomes (PSB) disse que vai pedir na Justiça a decretação da ilegalidade da greve. Eles pararam sem aviso prévio, afirmou o governador, que não aceita pagar o reivindicado pela categoria.

Agência Nordeste |

Atualmente, os agentes recebem piso de R$ 1.051,00, sendo considerados servidores com nível de escolaridade Fundamental. A categoria pede o Nível Médio.

Cid destacou que depois que tiver decretada a greve ilegal vai tomar medidas drásticas, como demissões. O governador disse que está aberto as negociações, mas não aceita a paralisação. Ele chegou a oferecer piso de R$ 1.520,00 com aumento da carga horária de 24 trabalhadas por 72 horas de folga para 12 por 36 horas. Os grevistas aceitam os R$ 1.520,00, porém com carga horária de 12 trabalhadas por 48 horas de folga. Os agentes mantêm a segurança dos presídios, mas não acompanham visitas nem o banho de sol dos presos.

Leia mais sobre: greve

    Leia tudo sobre: greve

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG