Publicidade
Publicidade - Super banner
Brasil
enhanced by Google
 

Ciclone subtropical ainda preocupa população gaúcha

O ciclone subtropical que provocou temporais na costa do Sudeste no final de semana ainda preocupa o Sul do País. A Defesa Civil do Rio Grande do Sul renovou o alerta meteorológico emitido no sábado indicando que o nordeste do Estado pode ser atingido por chuvas e vento forte, com rajadas superiores a 80 quilômetros por hora, até quarta-feira.

Agência Estado |

AE
Previsão de ciclone deixa litoral catarinense em alerta nesta segunda-feira

Além disso, colocou suas coordenadorias regionais em estado de alerta e deslocou duas equipes, com cinco servidores cada, para o litoral norte, possivelmente a área mais vulnerável.

Os primeiros efeitos do fenômeno foram percebidos hoje nas praias de Torres, na divisa com Santa Catarina, mas sem a intensidade inicialmente prevista. O mar subiu, encobrindo parte da faixa de areia, com ondas ainda baixas, mas revoltas. A velocidade do vento aumentou de 20 quilômetros por hora de manhã para 30 quilômetros por hora no final da tarde. Pelo menos 30 pescadores deixaram seus barcos ancorados em área abrigada do Rio Mampituba, atendendo as recomendações de evitar a navegação.

O meteorologista Eugênio Hackbart, da MetSul Meteorologia, considera o fenômeno como "pouco comum". Ciclones extratropicais formados na costa da Argentina e do Uruguai, com centro frio, que se deslocam para o litoral gaúcho e depois para dentro do Oceano Atlântico são corriqueiros, ao contrário de ciclones formados na costa do Espírito Santo com o Rio de Janeiro, com centro quente, se movimentando para o Sul, como é o caso do atual.

Leia mais sobre: ciclone

Leia tudo sobre: cicloneparanário grande do sul

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG