Ciclista é liberado após assinar termo por ato obsceno

O analista de sistemas detido neste sábado durante a edição do World Naked Bike Ride na Avenida Paulista, centro de São Paulo, foi liberado após assinar no 78º DP (dos Jardins) um termo circunstanciado por ato obsceno. O ciclista, de 34 anos, usava um tanga formada por folhas de revistas.

Agência Estado |

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, ele alegou que não tinha intenção de ofender ninguém. Os cerca de 200 participantes do evento estavam seminus. Alguns deles baixavam as sungas quando os policiais viravam as costas, de acordo com a Polícia Militar.

Os ciclistas, que protestavam contra o uso de carros, passaram pelas Ruas Manoel da Nóbrega, Estados Unidos e Bela Cintra, além da Avenida Paulista. O passeio complicou o trânsito e a Paulista ficou congestionada em quase toda a sua extensão.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG