As fortes chuvas registradas no oeste e no norte baianos desde o início do ano - acentuadas desde a primeira semana de março - preocupam os responsáveis pela Saúde Pública da Bahia, que temem um avanço ainda maior nos casos de dengue no Estado. No primeiro trimestre do ano, foram registrados 12.

607 casos da doença, 80% mais que no mesmo período de 2007. Em Presidente Dutra, na região de Irecê, 474 quilômetros a oeste de Salvador, por exemplo, uma epidemia se abate sobre a população de 14 mil habitantes: 2.440 contraíram a doença este ano.

Como reação, o governo baiano inaugurou o Comitê Estadual de Combate à Dengue, que reúne a Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab), prefeituras e organizações não-governamentais. Junto, foi lançada a campanha "Todos Contra a Dengue", que tem como principal objetivo conscientizar a população sobre a importância de combater os criadouros do mosquito Aedes aegypti , transmissor do vírus causador da doença.

Para o governador Jaques Wagner (PT), esta é a única saída para conter o avanço da dengue. "Todas as medidas que o governo pode fazer não conseguem interromper o ciclo da doença", acredita. "O grande equipamento é a consciência de cada um, livrando-se dos focos do mosquito na sua casa, na sua rua, no seu bairro." Para atingir o objetivo, o governo passa a veicular, nesta semana, publicidade em TVs, rádios e jornais com dicas sobre como eliminar focos de criação do mosquito. Além disso, ações vão ser realizadas em escolas, com a participação dos alunos. "Os estudantes são multiplicadores, levam o que aprendem na escola para dentro de casa", acredita o secretário de Saúde, Jorge Solla.

Segundo o secretário de Educação, Adeum Sauer, a primeira grande atividade dos alunos será uma mobilização em todo o Estado, no dia 30. "Haverá passeatas em toda a Bahia, nas quais os estudantes vão portar cartazes e faixas para mobilizar a população", afirma. "Além disso, será feito também um 'faxinaço', em 16 de maio, além da distribuição de material educativo e inclusão de conteúdo pedagógico sobre a dengue em diversas oficinas a serem realizadas nas redes estadual e municipal de ensino."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.