Chuvas no Rio atingem 21 mil e matam 54 no Estado

Apesar do sol forte e do céu sem nuvens, moradores de vários pontos da Região Metropolitana do Rio ainda amanheceram hoje com casas alagadas e vias interditadas com a lama e pedras resultantes da queda de encostas. Apenas em consequência das chuvas fortes e constantes no Rio dos dias 30 e 31 dezembro, mais de 21 mil pessoas foram diretamente afetadas por enchentes e desabamentos, sendo que 2,4 mil tiveram de sair de suas casas.

Agência Estado |

Além das 54 mortes registradas no Estado, pelo menos 50 pessoas ficaram feridas.

A situação é mais dramática na Baixada Fluminense. Os corpos de um casal de idosos foram resgatados por bombeiros. Morreram abraçados sob a terra que desabou sobre a casa deles em Piabetá, distrito de Magé.

Em Duque de Caxias está o maior número de desabrigados: 2 mil. Moradores de vários bairros transitam por ruas com água no meio das pernas, diante da dificuldade de escoamento da enchente. No bairro do Pilar, a água chegou a 1,5 metros em algumas ruas e muitos moradores ainda estão isolados em casa. Na Capital, desabamentos provocaram mortes em bairros das zonas norte e oeste.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG