Chuvas no ES deixam 1 criança morta e 22 feridos

A enxurrada do fim de semana deixou 614 desabrigados e 3.217 desalojados no Espírito Santo.

Agência Estado |

Uma criança de 11 meses morreu soterrada e pelo menos 22 pessoas ficaram feridas ou doentes. De acordo com informações da Defesa Civil Estadual, 1.800 residências foram destruídas ou danificadas pela chuva. Segundo cálculos apresentados pelo major André Có, cerca de 65 mil pessoas tiveram sua rotina alterada no Estado. "Choveu em 48 horas mais que o previsto para um mês", disse ele.

Onze municípios foram afetados. Havia a expectativa de que ao menos dois decretariam estado de emergência: Afonso Cláudio e Brejetuba, onde a menina de 11 meses morreu soterrada, no sábado. A chuva provocou a queda de uma barreira sobre a casa da família dela. A cidade ficou alagada, e muitas pessoas, ilhadas, inclusive na prefeitura. Lá, a rua da escola onde seria aplicada a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) virou um rio.

Estradas foram bloqueadas em muitas cidades. Em Marechal Floriano e Domingos Martins, as chuvas atrapalharam o abastecimento de água. Perto de Conceição do Castelo, cerca de 7 mil frangos morreram em um aviário. Ração e equipamentos também foram perdidos, em prejuízo que chegaria a R$ 30 mil, segundo a empresa.

No município de Castelo, o nível do rio principal subiu sete metros, deixando mais de mil desalojados e 40 desabrigados. Na zona rural, houve queda de barreiras e estradas ficaram interrompidas. Ontem o sol reapareceu no Estado, mas havia previsão de mais chuva, principalmente nas regiões Sul e Serrana, as mais atingidas no fim de semana.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG