RIO DE JANEIRO - As chuvas que atingiram o Rio de Janeiro nas últimas semanas já deixaram 54.775 pessoas desalojadas - que podem contar com ajuda de vizinhos e familiares - e 11. 794 desabrigadas - que perderam tudo e precisam dos abrigos públicos - até esta terça-feira, segundo dados da Defesa Civil do Estado.

Há um caso confirmado de óbito de um homem levado pela força da correnteza ao atravessar um riacho, no Distrito de Outeiro, em Cardoso Moreira, o único município que decretou estado de calamidade pública, tendo 10 mil dos 12 mil da população total prejudicados.

Em Santo Antônio de Pádua, um levantamento feito constatou situação crítica na Secretaria de Saúde municipal, onde foram perdidos ambulâncias, carros, equipamentos, máquinas, laboratórios de análise de larvas do mosquito da dengue, medicamentos, vacinas e dados armazenados em sistemas de informação. Doze municípios continuam em situação de emergência: Campos dos Goytacazes, Cambuci, Itaocara, São João da Barra, Aperibé, Itaperuna, Italva, Laje do Muriaé, Porciúncula, Natividade, São Jesus de Itabapoana e Santo Antônio de Pádua.

Veja também:

Leia mais sobre: chuvas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.