As enchentes já atingiram 79.626 pessoas em 48 das 184 cidades do Ceará.

Desse total, segundo a Coordenação Estadual de Defesa Civil, 11.383 pessoas estão desalojadas (em casas de parentes e amigos) e 5.498 estão desabrigadas (perderam tudo e dependem de abrigos públicos). Quatro mortes foram registradas desde o início do ano - duas em Bela Cruz, uma em Frecheirinha e uma em Ubajara. A chuva danificou 1.543 casas e destruiu 461 em todo o Estado. A situação é mais crítica no interior.

O governador do Ceará, Cid Gomes (PSB), disse que irá a Brasília pedir ajuda ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ontem, Gomes visitou cinco municípios da região norte, uma das mais atingidas pelas enchentes e anunciou uma ajuda de R$ 1,2 milhão para as cidades de Bela Cruz, Santana do Acaraú, Itapajé, Granja e Sobral.

De acordo com o governador, o dinheiro será liberado em caráter de emergência para minimizar os estragos causados pelas chuvas. Em Coreaú, as escolas da rede pública fecharam por 15 dias por causa das enchentes. Os diretores alegam que as estradas não oferecem condições de tráfego.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.