Chuvas deixam sete mil pessoas fora de suas casas no Rio Grande do Sul

A Defesa Civil do Rio Grande do Sul divulgou nesta segunda-feira um novo balanço sobre o número de desalojados e desabrigados em decorrência das chuvas que atingem o Estado desde o dia 13 de novembro. Cerca de sete mil pessoas estão fora de suas casas e 30 municípios decretaram situação de emergência.

Daniel Torres, iG São Paulo |

De acordo com informações do governo do Estado, quatro milhões de pessoas foram afetadas, seis mil pessoas estão desalojadas e mil estão desabrigadas. Cerca de 15 mil residências foram danificadas.

AE
Moradores isolados na Ilha de Santo Antônio; mantimentos chegam por helicóptero
As cidades que decretaram situação de emengência são Minas do Leão, São Sebastião do Caí, Taquari, Taquara, General Câmara, Coronel Barros, Piratini, Feliz, Butiá, Canguçu, Vale Verde, Dom Pedrito, Tramandaí, Bagé, Balneário Pinhal, Três Cachoeiras, Capão da Canoa, Xangri-Lá, Arroio do Sal, Pareci Novo, Linha Nova, Três Forquilhas, Terra de Areia, Cidreira, Novo Hamburgo, São Jerônimo, Sapucaia do Sul, Amaral Ferrador, Dom Pedro de Alcântara e Rolante.

Previsão do tempo


As condições meteorológicas são favoráveis à ocorrência de pancadas de chuva, moderadas a fortes, acompanhadas de trovoadas e rajadas de vento em áreas isoladas para esta segunda-feira no Rio Grande do Sul. Para a terça-feira, há possibilidade de pancadas de chuva, moderadas a fortes, acompanhadas de trovoadas e rajadas de vento em áreas isoladas no norte e nordeste do Estado.

A Coordenadoria Estadual de Defesa Civil recomenda que a população evite áreas de alagamentos e para o risco de deslizamentos de encostas, morros e barreiras. Além disso, evitarem trafegar em ruas sujeitas a alagamentos localizados, e também lugares que ofereçam pouca ou nenhuma proteção contra raios e ventos fortes.

Leia mais sobre chuvas

    Leia tudo sobre: chuvas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG