Chuvas deixam mais de mil desalojados em SP

As típicas chuvas de verão que caem desde a terça-feira na Baixada Santista e no Vale do Ribeira, em São Paulo, causaram diversos alagamentos e deixaram mais de mil desalojados. No litoral sul paulista, Itanhaém registrou diversos pontos de alagamento, principalmente nos bairros Belas Artes, Corumbá, Oásis e Aguapéu.

Agência Estado |

Pelo menos 150 pessoas estão desalojadas - 40 foram encaminhadas para o Centro Municipal Tecnológico de Educação, Cultura e Esportes (CMTECE), 45 para a Escola Municipal Noêmia Salles Padovan e o restante para casa de familiares.

Em Peruíbe, cerca de 350 pessoas foram encaminhados para três alojamentos: o Centro Comunitário Caraminguava, a Escola Rodrigues Terezinha Kalil, no centro da cidade, e a Escola Del Célia, no bairro Vila Romar. De acordo com a Defesa Civil, os desalojados aguardam apenas a água escoar para retornar às suas casas e a situação é bem mais tranquila que nas cheias ocorridas no começo do ano passado.

Já o chefe da Defesa Civil de Mongaguá, Bento Manoel Cará, afirmou que há muitos anos a cidade não via uma chuva como a da madrugada de hoje. "A maré estava subindo há dois dias, ai caiu a chuva forte e alagou, mas estamos fazendo estudos nos canais e valetas para resolver o problema", disse. Quarenta pessoas estão alojadas no ginásio de esportes Arturzão, em Agenor de Campos, e cerca de 60 foram encaminhados para casas de parentes ou amigos.

Em estado de alerta desde ontem, a Defesa Civil de Guarujá calcula que o índice pluviométrico dos últimos dias foi de 191,5 milímetros, o equivalente ao volume de água de uma semana. As chuvas deixaram 54 famílias desalojadas e 270 pessoas estão na Escola Estadual Paulo Clemente Santini, na Vila Baiana. No local, a prefeitura disponibilizou acomodação, alimentação e medicação.

Vale do Ribeira

O Coordenador da Defesa Civil Vale do Ribeira, Nei Ikeda, informou que há várias situações diferentes na região. Em Registro os estrados devem ocorrer nas próximas horas, pois o Rio Ribeira está subindo por conta da chuva que caiu em seus afluentes. Os municípios de Miracatu, Pedro de Toledo, Cajati, Jacupiranga e Ilha Cumprida decretaram estado de emergência. De acordo com os levantamentos preliminares, há 250 pessoas desalojadas em Cananéia, 200 em Cajati e 420 em Miracatu.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG