Chuvas deixam dois desaparecidos no Rio Grande do Sul e milhares sem energia

BARRA DO RIBEIRO - As fortes chuvas que atingiram o município de Barra do Ribeiro, no Rio Grande do Sul, na tarde de segunda-feira, deixaram dois jovens desaparecidos. Segundo informações da Defesa Civil do Estado, eles pescavam no Rio Guaíba, quando começou o temporal.

Redação |

De acordo com a polícia, três jovens saíram para pescar em um pequeno barco a motor, no início da tarde. Com a forte chuva que se formou de repente, o trio foi afastado para o meio do rio e a embarcação virou por volta das 18h. Um dos rapazes conseguiu nadar até a margem e foi socorrido por outros pescadores. Os outros dois jovens, de 19 e 21 anos, continuam desaparecidos. 

Não há bombeiros no município, segundo a polícia, e as buscas são realizadas por equipes das cidades vizinhas e pelos próprios parentes e amigos das vítimas.

AE
Árvore cai sobre escola na zona Norte de Porto Alegre

Em razão das chuvas, uma árvore caiu sobre um dos três pavilhões da Escola de Ensino Fundamental Helena Litwin Schneider, localizada na Rua Tenente Ary Tarrogo, na zona norte de Porto Alegre. Ninguém ficou ferido, mas cerca de 450 estudantes devem ficar sem aula por tempo indeterminado.

Conforme a Defesa Civil, até a manhã desta terça-feira, 30 municípios gaúchos decretaram situação de emergência. A situação mais complicada ainda é a de São Sebastião do Caí, no interior do Estado, que chegou a ficar com 40% da cidade alagada.

Falta de energia elétrica

Em razão das chuvas, diversas cidades ainda estão sem energia elétrica nesta terça-feira. As três companhias que atendem o Rio Grande do Sul informam que a chuva chegou a deixar mais de 150 mil moradores sem energia elétrica ontem. Na manha desta terça-feira, 77 mil unidades continuavam sem luz. Por volta das 14h, a Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) informou o número havia baixado para 20 mil pessoas, sendo que a região mais afetada é a capital gaúcha, onde 17 mil estão sem luz.

De acordo com a CEEE, há 150 equipes nas ruas e a previsão é de que o fornecimento de energia seja restabelecido até o fim desta tarde.

AE
Chuvas provocam quedas de árvores e danificam rede elétrica no Rio Grande do Sul

Granizo e vendavais

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a cidade de Soledade foi a que registrou o maior vendaval, com rajadas que chegaram a 113 km/h à 1h desta terça-feira. Em seguida, estão os municípios de Mostardas e Bagé, com ventos de 91 km/h. Diversos outros tiveram rajadas de 80 km/h.

Já Santana do Livramento foi a cidade com o maior volume de chuva, 71,8 milímetros.

Conforme a Defesa Civil, sete municípios comunicaram o órgão a ocorrência de queda de granizo na madrugada. São eles: Bagé, São Sepé, Caçapava do Sul, Lavras do Sul, Rosário do Sul, Mata e Santiago.

Nesta terça-feira, a frente fria avança pela região Sul e deixa o tempo fechado no Rio Grande do Sul. Segundo a previsão do Climatempo, há risco de chuva forte com trovoadas e rajadas de vento no centro-norte, no nordeste e no centro-leste gaúcho. O Inmet avisa que os ventos podem chegar a 90 km/h.

Leia mais sobre: previsão do tempo

    Leia tudo sobre: chuvasprevisão do tempo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG