Chuvas deixam dez bairros sem água em Maceió

As chuvas que caíram em Maceió, no Litoral Norte e na Zona da Mata do Estado, neste fim de semana, deixaram sem água dez bairros da capital e algumas cidades do interior. A Defesa Civil do Estado calcula que pelo menos 2 mil pessoas estão desabrigadas por causas das chuvas de sábado.

Agência Estado |

Ontem, em Paripueira, a 37 quilômetros da capital, três pessoas de uma mesma família morreram - a mãe e duas filhas menores - soterradas por um deslizamento de barreira.

Segundo a Companhia de Abastecimento de Água e Saneamento de Alagoas (Casal), a falta de energia elétrica na área da estação elevatória do Sistema Pratagy, na fazenda Duas Bocas, dificulta o trabalho de resgate das bombas que foram inundadas, durante as chuvas de sábado, em Maceió. Como conseqüência, bairros de Benedito Bentes, Feitosa, Jacintinho, Jaraguá, Poço, Ponta da Terra, Pajuçara, Ponta Verde, Jatiúca, Cruz das Almas e adjacências estão com o fornecimento interrompido. Apenas as casas e apartamentos que são abastecidas por poços artesianos e cisternas não estão sofrendo tanto.

Segundo a assessoria da Casal, o trabalho de esgotamento da água, desinfecção da área inundada e recuperação dos equipamentos danificados só pode ser executado quando a energia elétrica retornar. Até o início da tarde, o local da captação, onde se encontra a estação elevatória de água do Sistema Pratagy, estava sem energia. Os engenheiros da Casal disseram que tão logo a energia retorne, as equipes de manutenção reiniciarão o trabalho, que deve durar, pelo menos, 48 horas.

Em Capela, a 61 quilômetros de Maceió, a enchente do rio Paraibinha inundou e destruiu a adutora, num trecho de 25 metros, deixando a cidade sem água. Situação semelhante ocorreu em Maribondo, a 85 quilômetros da capital, onde a população também enfrenta a falta de água potável, devido à enchente do rio São Miguel, que destruiu parte da adutora Anadia-Maribondo.
Somente quando os rios baixarem é que a Casal poderá iniciar o trabalho de recuperação das duas adutoras.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG