Pelo menos duas pessoas morreram, 16 estão desaparecidas, 211 estão desabrigadas e 815 foram desalojadas em função das chuvas no Rio Grande do Sul. Outras 24 pessoas ficaram ilhadas e 198 incomunicáveis, aguardando resgate. Duas pontes desabaram e http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2010/01/05/rio+grande+do+sul+tem+20+rodovias+interditadas+devido+as+chuvas+9263299.html target=_top20 estradas foram interditadas por causa de desmoronamentos de barrancos no estado. Os números são da Brigada Militar e Defesa Civil do Rio Grande do Sul.

Um homem de 67 anos morreu eletrocutado em sua serralheria durante chuva em Faxinal do Soturno e outro foi encontrado morto em Espumoso. Uma terceira vítima, de 53 anos, continua desaparecida em Candelária.

Em Nova Palma, a enchente arrastou 12 casas, que ficaram completamente destruídas, e danificou outras 50. Uma criança foi soterrada e resgatada com vida. Ela está internada no hospital local em estado regular.

Muitas pessoas ainda aguardam socorro. Em Julio de Castilhos, 10 pessoas da mesma família estão isoladas na localidade de Passo do Feio.

Em Marques de Souza, a chuva arrancou a cabeceira da ponte na BR 386, na divisa com Pouso Novo. Cerca de 100 pessoas estão incomunicáveis.

A ponte sobre o rio Jacuí, em Agudo, também cedeu levando dezenas de pessoas. Quinze continuam desaparecidas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.