Publicidade
Publicidade - Super banner
Brasil
enhanced by Google
 

Chuvas causam estragos em diversas cidades gaúchas

RIO GRANDE DO SUL - O Estado do Rio Grande do Sul contabilizava, até a manhã desta terça-feira, 211 pessoas desabrigadas e outras 815 desalojadas em decorrência das chuvas na região. Uma morte foi confirmada. De acordo com a Defesa Civil, quatro pessoas estão desaparecidas nos municípios de Candelária e Espumoso.

iG São Paulo com Agência Brasil |

 

Em Candelária, cerca de 200 pessoas foram afetadas pela cheia do Rio Pardo, que deixou 50 pessoas ilhadas. Três famílias ainda precisam ser resgatadas na comunidade de Redentora, no interior da cidade. Ao longo do dia, a Defesa Civil enviou um helicóptero da Brigada Militar mas, em função das condições climáticas, não foi permitida a continuidade do voo e a aeronave retornou a Porto Alegre.

Em Toropi, as chuvas provocaram cheias no Rio Pardo, que atingiu o balneário do Passo do Angico, onde havia mais de 40 pessoas trabalhando. A maior parte dos feridos já foi resgatada por meio de um helicóptero e de barcos salva-vidas.

No município de Santa Cruz do Sul, as águas do Rio Pardo subiram e afetaram a vida de cerca de 1 mil pessoas. Há ainda diversos habitantes ilhados. Os que foram resgatados estão sendo abrigados em pavilhões, ginásios e escolas.

Em Nova Palma, uma criança de 5 anos ficou soterrada. Ela foi resgatada e está internada em estado grave no Hospital de Santa Maria. Cerca de 12 casas de famílias de baixa renda foram completamente destruídas pelas chuvas.

Leia mais sobre: chuvas

Leia tudo sobre: chuvachuvas

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG