Chuva para marginais e complica trânsito em São Paulo

A chuva que atingiu São Paulo na madrugada desta quinta-feira causa transtornos aos motoristas na manhã de hoje. Segundo informações do Centro de Gerenciamento de Emergência (CGE), a cidade registra mais de 40 pontos de alagamento, sendo 4 deles intransitáveis.

iG São Paulo |

  • Chuva causa estragos, alagamentos e morte em São Paulo
  • Veja imagens do caos provocado pela chuva em São Paulo
  • Previsão é de mais chuva em São Paulo para hoje
  • Minha Notícia: tem informações sobre a chuva? Envie ao iG

    Futura Press
    Marginal Tietê alagada em São Paulo

    Marginal Tietê alagada em São Paulo

    Os pontos intransitáveis são nos dois sentidos da Rua Alvarenga, nas Avenidas Teresa Cristina, Alcântara Machado e Rua Flórida.

    Porém, os pontos mais críticos ao motorista são nas marginais Pinheiros e Tietê que tem trechos bloqueados ao trânsito devido ao transbordamento do rio. Outra região que o motorista deve evitar, segundo informações da Companhia de Engenharia de Tráfego, é a do Ipiranga. O rio Tamanduateí também transbordou junto à Avenida do Estado, na região do Ipiranga.

    Ainda houve registro de transbordamento de córregos no Jaguaré (zona oeste), Ipiranga (sudeste) e Morro do "S" e Pirajuçara (sudoeste). 

    Durante a madrugada, toda a cidade de São Paulo ficou em estado de alerta para novos alagamentos, segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE). A partir das 9h15, apenas a Marginal do Tietê permanecia em estado de alerta. 

    Os pontos de alagamento estão em muitas das principais vias da capital paulista, como a Avenida 23 de Maio, 9 de Julho, Viaduto Antártica, Avenida do Estado e Avenida dos Bandeirantes.

    A CET registrava às 9h50 lentidão de 107 km - índice considerado alto para o horário. Veja os principais pontos de lentidão:

    - Marginal Pinheiros, sentido C. Branco, pista expressa, da José Maria até a Ponte Ary Torres (8,0km)

    - Marginal Pinheiros, sentido C. Branco, pista local, da Ponte Transamérica até a Avenida Roberto Marinho (5,9km)

    - Marginal Pinheiros, sentido C. Branco, pista local, da Ponte Eusébio Matoso até a Avenida Alexandre Mackenzie (5,6km)

    - Marginal Tietê, sentido C. Branco, pista local, da Ponte do Piqueri até a Rod. Castelo Branco (5,4km)

    Estradas

    Por conta das interdições, a chegada para a capital paulista também está bastante complicada. O motorista enfrenta lentidão nas rodovias Castello Branco, Bandeirantes, Anhanguera e Presidente Dutra.

    A Castelo Branco tem congestionamentos nas duas pistas sentido São Paulo, entre os quilômetros 21 e 13. A Raposo Tavares está com trânsito complicado na chegada à capital paulista entre os quilômetros 22 e 10, e no sentido interior, a lentidão está no trecho entre os quilômetros 10 e 18.

    No sistema Anhanguera-Bandeirantes, a chegada a São Paulo está com tráfego carregado por conta dos alagamentos nas marginais. A Anhanguera apresentava lentidão entre os quilômetros 22 ao 11 e a Rodovia dos Bandeirantes tem tráfego lento entre os quilômetros 24 ao 13. Na Régis Bittencourt, o congestionamento chega a oito quilômetros no sentido São Paulo devido a um alagamento na alça de acesso para o Rodoanel Mario covas, na altura do quilômetro 272.

    A Rodovia Presidente Dutra está com tráfego carregado no sentido capital paulista, também devido aos alagamentos na Marginal do Tietê. A Rodovia Fernão Dias apresenta tráfego normal. As pistas marginal e expressa estava com lentidão entre os quilômetros 221 e 231 e em Guarulhos, na Grande São Paulo, a morosidade estava na pista marginal, entre os quilômetros 215 e 222.

    A Rodovia Ayrton Senna registra lentidão entre os quilômetros 19 e 11, também por conta dos alagamentos na Marginal do Tietê. Segundo o Departamento de Estradas e Rodagem (DER), o tráfego está normal nas rodovias litorâneas, como Oswaldo Cruz, dos Tamoios e Mogi-Bertioga.

    AE
    Motoristas ficam parados na Marginal Tietê

    Motoristas ficam parados na Marginal Tietê


    Aeroportos

    Os aeroportos internacionais de Congonhas, na zona sul de São Paulo, e o Internacional de São Paulo, em Cumbica, Guarulhos, operam visualmente para pousos e decolagens.

    CPTM

    A circulação de trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) também foi prejudicada por conta da chuva. O sistema ficou totalmente inoperante até o início da manhã nas linhas 9 - Esmeralda (Osasco - Grajaú) e 10 - Turquesa (Luz - Rio Grande da Serra). As operações, de acordo com a CPTM, foram normalizadas por volta das 9h20 nas duas linhas.

    Na linha 9 - Esmeralda (Osasco - Grajaú), a circulação de trens foi iniciada às 6h, entre as estações Osasco e Granja Julieta. Na Linha 10 - Turquesa (Luz - Rio Grande da Serra), as composições começaram a circular a partir das 6h10 no trecho entre Rio Grande e São Caetano. Nas demais linhas (7 - Rubi, 8 - Diamante, 11 - Coral e 12 - Safira) a operação transcorre normalmente. O telefone do Serviço de Atendimento ao Usuário é o 0800 - 055 0121.

    Ruas alagadas

    Na região do Butantã, algumas casas foram invadidas pela água na Avenida Rio Pequeno, no Rio Pequeno, e na Rua Doutor Ulpiano da Costa Manso, no Jardim Periperi. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registrou diversos pontos de alagamento da cidade, vários deles intransitáveis.

    A chuva também deu muito trabalho para os bombeiros na maioria das cidades do Grande ABC. Muitas pessoas ligaram para o 193 solicitando auxílio por estarem ilhadas em suas casas. Foram pelo menos dez regiões, entre elas Vila Pauliceia e 31 de Março, em São Bernardo do Campo; Piraporinha, em Diadema; e bairro da Fundação, em São Caetano do Sul.

    (*com informações da Agência Estado)

    Leia também:

    Leia mais sobre: chuvas

    • Leia tudo sobre: chuvas

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG