Chuva no RS danifica casas e deixa 2 desaparecidos

Uma série de temporais com ventanias e tempestades de granizo voltou a provocar transtornos no Rio Grande do Sul entre a tarde de ontem e a manhã desta terça-feira. Pelo menos mil casas de diversas regiões do Estado tiveram seus tetos danificados.

Agência Estado |

Um levantamento da Defesa Civil indicou que 1.740 pessoas foram afetadas, mas nenhuma está desabrigada ou desalojada.

O caso mais grave ocorreu em Barra do Ribeiro, 60 quilômetros ao sul de Porto Alegre, onde os amigos Victor Souza, de 20 anos, e Felipe Rocha, de 19 anos, estão desaparecidos desde a tarde de ontem, quando o barco em que navegavam no Lago Guaíba foi virado por um vendaval. O terceiro tripulante, Gilmar Rodrigues, conseguiu nadar cerca de mil metros, até a margem, de onde passou a pedir ajuda para seus parceiros. Os bombeiros de Guaíba fizeram buscas na área, mas até o final do dia só haviam encontrado o bote a 500 metros do local do acidente.

A região mais atingida foi o noroeste do Estado. Em Espumoso, o vento o granizo danificaram a cobertura de pelo menos 400 casas e prejudicaram plantações de trigo no interior do município, segundo levantamento preliminar da prefeitura. Em Ibirapuitã os prejuízos foram semelhantes, com pelo menos 250 casas danificadas. Também houve destelhamentos em Frederico Westphalen, Tio Hugo, Mormaço, Três Palmeiras, Alto Alegre e Trindade do Sul. Em Erechim, o vento derrubou um pórtico da cidade.

Em Porto Alegre, uma árvore caiu sobre um dos pavilhões da Escola de Ensino Fundamental Helena Litwin Schneider, na zona norte da cidade. Como os alunos haviam sido levados para a sala da direção no início do temporal, não houve feridos. As aulas foram suspensas até que as instalações sejam reparadas.

Esta é a terceira vez em apenas um mês que o Rio Grande do Sul é atingido por temporais. Desde 7 de setembro, 32 municípios do Estado decretaram situação de emergência por vendavais, granizo ou inundações. As prefeituras de Eldorado do Sul, Bom Princípio, Trindade do Sul e Três Palmeiras entraram na lista nesta terça-feira. No início da noite, cerca de 60 mil residências ainda estavam sem energia elétrica.

A previsão do 8º Distrito de Meteorologia para esta quarta-feira indica perspectiva de pancadas de chuva no oeste, centro, nordeste e norte do Estado.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG