Chuva na Bahia provoca mortes e coloca municípios em emergência

Sete municípios baianos - Apuarema, Itagimirim, Itanhém, Itapetinga, Medeiros Neto, Nova Viçosa e Teolândia - tiveram homologados os pedidos de reconhecimento de situação de emergência, pelo governo do Estado, em razão das fortes chuvas que já causaram a morte de ao menos seis pessoas na região.

iG São Paulo |

Nesta quarta-feira, duas crianças, de dois e seis anos, morreram soterradas após a casa delas em Salvador ser atingida por um deslizamento de terra, segundo a Defesa Civil do município. Na capital, famílias de um prédio atingido por deslizamento de terra no bairro São Marcos foram notificadas por ténicos da prefeitura para deixarem os imóveis que corriam risco de desabamento.

De acordo com o governo estadual, as outras mortes foram registradas no município de Prado, em virtude de um choque elétrico na rede clandestina de energia, em Feira de Santana, por afogamento, em Teolândia, onde uma pessoa foi atingida por um raio, e em Camaçari, onde uma pessoa morreu após a queda de uma árvore. O Estado registrou 36 casos de pessoas levemente feridas.

AE

Município de São Francisco do Conde fica alagado após fortes chuvas

Outras 13 cidades encaminharam o pedido de situação de emergência e ainda aguardam a homologação pelo Estado. Etre esses municípios está Lauro de Freitas, na região metropolitana de Salvador, um dos locais mais castigados pelas tempestades nesta quarta-feira.

A situação em Lauro de Freitas é tão dramática que a prefeitura local emitiu, pela tarde, alerta aos moradores de três bairros (Vilas do Atlântico, Lagoa da Base e Sempre Verde) que não retornem para estes locais após os trabalhos. Os acessos às localidades foram bloqueados pelas chuvas. Barcos foram enviados para os bairros para ajudar na remoção de famílias ilhadas. A prefeitura solicitou durante o dia que  proprietários de pequenos barcos ajudassem nos trabalhos.

AE

Ruas de Salvador ficaram alagadas durante tempestades

Em dois dias, a Prefeitura de Lauro de Freitas contabilizou 35 pessoas desabrigadas, 72 árvores arrancadas e 23 ameaças de desabamento de imóveis. A previsão é que a chuva continue a cair com intensidade até a próxima semana.

A Coordenação Estadual da Defesa Civil (Cordec) informou que 20 municípios registraram ocorrências por causa das fortes chuvas nesta quarta-feira. No total, são 40 os municípios que sofrem com as fortes chuvas.

Leia mais sobre chuvas .

    Leia tudo sobre: chuvas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG