A chuva que caiu por volta das 16h na Praça dos Três Poderes, em Brasília, atrapalhou uma manifestação que deveria ter sido feita em volta do Supremo Tribunal Federal (STF) por pessoas contrárias à intervenção no Distrito Federal. O que era para ser um abraço no STF virou apenas uma corrente em frente à Corte.

Depois do ato, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) no Distrito Federal, Francisco Caputo, entregou ao presidente em exercício do STF, Cezar Peluso, um manifesto contra a intervenção. No manifesto, é citada frase do ex-deputado federal Ulysses Guimarães: "Brasília não pode ser o túmulo da democracia."

Enquanto os manifestantes se preparavam para o ato em frente ao tribunal, inesperadamente, um homem, que se identificou como Rana Iaub Alexandre, entrou no plenário do STF, pegou o microfone reservado aos advogados e disse que tinha uma denúncia a fazer. Ele foi retirado a força por seguranças do tribunal diante dos ministros, que ficaram surpresos com o incidente.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.