Chuva faz 367 pessoas deixarem suas casas em Santa Catarina

FLORIANÓPOLIS - Pelo menos 367 pessoas estão desabrigadas (perderam tudo e precisam dos abrigos públicos) ou desalojadas (podem contar com ajuda de vizinhos e familiares) em diferentes regiões de Santa Catarina após as chuvas deste domingo, segundo informações da Defesa Civil do Estado.

Agência Estado |

Em Ponte Alta, na região Serrana, um tornado e chuva de granizo atingiram mais de 500 residências e a área rural do município. Há 20 desalojados e 60 desabrigados. O município já decretou situação de emergência.

No Vale do Itajaí, em Brusque, uma forte chuva provocou alagamentos e deslizamentos, deixando 20 desabrigados. Ainda no Vale, em Camboriú, a chuva deixou 40 pessoas desabrigadas e 205 desalojadas. A prefeitura também decretou situação de emergência.

Futura Press
Tornado que durou cerca de 30 minutos atingiu o estado de Santa Catarina
Em Florianópolis, a região mais atingida foi o norte da ilha. A forte chuva deixou ruas e casas alagadas em Canasvieiras e nos bairros Rio Vermelho, Vargem Pequena, Ingleses e Vargem do Bom Jesus. Há 16 pessoas desalojadas e seis desabrigadas.

Na região Sul, em Criciúma, a chuva provocou pontos de alagamentos e destelhamento de casas. Um deslizamento de terra interditou o Hospital Santa Inês, em Balneário Camboriú, segundo a Defesa Civil. A lama e as pedras já haviam causado estragos na última semana, por conta das fortes chuvas que atingem a região. O desmoronamento atingiu uma encosta nos fundos da unidade, invadindo o prédio. Por motivo de segurança, o hospital foi esvaziado e os pacientes estão sendo transferidos para outras instituições de saúde ou liberados.

A Rodovia BR-101, na região do Morro do Boi, ficou interditada deste domingo após um deslizamento de terra. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, a pista foi liberada no começo da manhã desta segunda. A Defesa Civil está em alerta nos próximos dias devido à previsão de chuva intensa, principalmente entre o planalto e o litoral catarinense. Há riscos de alagamentos e deslizamentos no Litoral e Vale do Itajaí.

Minas Gerais

Um homem de 50 anos é a 32ª vítima fatal das chuvas que atingem Minas Gerais desde setembro do ano passado, segundo informações divulgadas nesta segunda-feira pela Defesa Civil do Estado.

De acordo com o órgão, José Carlos Diniz morreu após ser arrastado pelas águas do Rio Lambari durante enchente na cidade de Cristina, no último sábado. O Estado já tem 190 municípios em situação de emergência e 440 pessoas feridas. Ainda segundo a Defesa Civil, 248 cidades foram afetadas de alguma forma pelas chuvas, prejudicando 1.123.713 pessoas. Desse total, 106.858 continuam desalojados e outros 10.306 permanecem desabrigados.

Leia mais sobre: Chuvas em Santa Catarina

    Leia tudo sobre: chuva

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG