Um forte temporal que caiu nesta tarde no Rio estragou a festa do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do governador Sérgio Cabral (PMDB) e do prefeito Eduardo Paes (PMDB) na Colônia Juliano Moreira, localidade de Jacarepaguá (zona oeste da capital) para a inauguração de uma creche na comunidade Entre Rios, batizada com o nome da doutora Zilda Arns, missionária da Pastoral da Criança morta no terremoto do Haiti. Lula fez um rápido discurso e deixou o local depois de visitar a creche com os aliados.

As obras inauguradas pelo presidente custaram R$ 17 milhões, pouco mais de 10% do total de R$ 120 milhões que a União promete investir nas comunidades da Colônia.

O presidente elogiou a parceria com o governador e o prefeito e disse que, no Rio, "não tem lugar para intriga", em referência às dificuldades de relacionamento entre governos federal, estadual e municipal no passado. Lula voltou a criticar o ex-prefeito Cesar Maia (DEM) pela falta de parceria com o governo federal. "Essa obra poderia estar adiantada se o prefeito anterior não tivesse guardado dinheiro em vez de fazer a obra", discursou.

Paes disse que os recursos para as obras na Colônia Juliano Moreira foram apresentados há três anos, mas não havia projeto na prefeitura para a comunidade.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.