Chuva e vento causam danos no Rio Grande do Sul

As fortes chuvas que caíram em todo o Rio Grande do Sul a partir da tarde de ontem causaram estragos em vários municípios do Estado. Santa Rosa, na região Noroeste, a 495 quilômetros (km) de Porto Alegre, foi uma das cidades mais prejudicadas pelo temporal, onde as águas invadiram casas de vários bairros da periferia, obrigando várias famílias a se alojarem no ginásio de esportes do Centro Integrado de Educação Pública (Ciep) da cidade.

Agência Estado |

O prefeito da cidade, Alcides Vicini (PP), disse que amanhã, deve decretar situação de emergência. Segundo a Defesa Civil, em dois dias choveu aproximadamente 160 milímetros (mm).

Já em Cerro Largo, na região da Missões, 498 km de Porto Alegre, o granizo de ontem danificou o telhado de 250 casas da área urbana. O prefeito Adair José Trott (PP) distribuiu lonas para os moradores e seis famílias tiveram de ser alojadas no Parque de Exposições.

Já em São Sebastião do Caí, na região do Vale do Rio Caí, a Defesa Civil monitora o nível das águas, que já chegou, até a tarde de ontem a nove metros do seu nível normal. O coordenador da Defesa Civil do município Gilberto Laubin, explica que a água começa a sair do leito do rio quando atinge 10,3 metros (m).

Em Porto Alegre, a chuva também provocou estragos. Um muro de seis metros localizado nos fundos de um condomínio desabou sobre seis carros na rua Pedro Boticário, no bairro Glória.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG