Chuva diminui no RS e Defesa Civil intensifica trabalhos

RIO GRANDE DO SUL - As chuvas que atingiram o Rio Grande do Sul deram uma trégua neste final de semana e a Defesa Civil do Estado intensificou os trabalhos de ajuda aos atingidos. As enchentes deixaram já deixaram 12 mortos no Estado e pelo menos uma pessoa ainda estaria desaparecida.

Redação com Agência Estado |

Os bombeiros de Pelotas, no Rio Grande do Sul, continuavam nesta tarde as buscas ao motorista Altamir Klug, 47 anos, desaparecido na quarta-feira. O micro-ônibus dirigido por ele tombou quando voltava de Arroio do Padre para Pelotas. Segundo o Corpo de Bombeiros de Pelotas, as últimas notícias da equipe de resgate é a de que até o meio-dia ele ainda não havia sido encontrado. As buscas são feitas nas águas do Arroio Contagem, perto da BR-116.

Na tarde de sábado, ocorreu uma reunião na prefeitura de Pelotas, no Centro de Operações de Defesa Civil. Representantes de instituições da sociedade civil, prefeitos, vereadores, representantes da Marinha do Brasil, do Exército Brasileiro, da Polícia Rodoviária Federal e Brigada Militar, trataram das demandas e traçaram um planejamento estratégico a ser seguido a partir de agora.

Entre as ações, uma equipe da Defesa Civil enviou dois caminhões com donativos à região Sul do Estado, para auxiliar as vítimas no município de Capão do Leão. O município recebeu 150 colchões, 150 lençóis, 150 fronhas, 150 travesseiros, 150 cobertores, 150 toalhas de banho, 150 kits de limpeza e 56 cestas básicas.

As chuvas deixaram ainda 2.674 desalojados - pessoas que momentaneamente deixaram as residências para se abrigar na casa de amigos ou parentes - e 1.053 desabrigados, que ficaram em alojamentos providenciados pelo Estado ou municípios. Ao todo, 76.016 pessoas foram afetadas.

Leia mais sobre: chuvas no Rio Grande do Sul


    Leia tudo sobre: chuvasrio grande do sul

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG