Um dos mais importantes conjuntos arquitetônicos do período do café no Estado de São Paulo está sendo destruído pelas águas que inundam a cidade de São Luiz do Paraitinga, a 140 km de São Paulo. A cidade tem cerca de 90 prédios tombados pelo patrimônio histórico estadual, que estão localizados na área central.

Pelo menos três casarões localizados na praça Oswaldo Cruz, no centro cidade, e metade da centenária igreja matriz de São Luiz de Toloza, já desabaram na manhã deste sábado e os demais correm risco de desabamento. Outra igreja centenária, a mais antiga da cidade, a Capela das Mercês, também foi atingida pela catástrofe.

AE
Igreja ruindo ao ser atingida pelas águas em São Luiz do Paraitinga
Desde a noite de quinta-feira, a cidade foi atingida pelas águas do rio Paraitinga, que está oito metros acima do nível normal, segundo a Defesa Civil, que calcula que cerca de 4 mil estejam desabrigados e isolados. Apenas a parte alta da cidade não foi atingida pela enchente. A cidade tem 10,9 mil habitantes.

O acesso à cidade só pode ser feito por helicóptero. Desde a manhã deste sábado, homens do Corpo de Bombeiros, Polícia Ambiental e do Exército iniciaram o resgate dos moradores que continuam isolados. A Câmara local, a Polícia Civil e outras instituições já iniciaram uma campanha de arrecadação de roupas, cobertores, colchões e gêneros alimentícios.

Leia mais sobre: chuva

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.