Chuva deixa São Paulo com dez pontos de alagamento

SÃO PAULO - A forte chuva que atingiu São Paulo na tarde desta segunda-feira deixa dez pontos de alagamento por toda a capital paulista, todos eles transitáveis. A cidade chegou a registrar durante o dia 33 locais alagados.

Redação com Agência Estado |

AE
Área alagada na avenida Aricanduva   

Devido ao aquecimento, o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) da Prefeitura decretou estado de atenção em toda a cidade nesta tarde. A chuva mais forte começou pela zona leste e se deslocou para o centro, atingindo as demais regiões da cidade. A cidade ficou em estado de atenção das 15h05 às 17h20. Para esta noite, as chuvas devem diminuir de intensidade e não devem comprometer os desfiles que ainda restam no sambódromo do Anhembi.

De acordo com o CGE, dos dez pontos de alagamentos da cidade, cinco estão na avenida Aricanduva, na zona leste de São Paulo. Estão com alagamento os pontos na altura da rua Sebastião de Andrade; na altura da rua Santo Isidoro; em dois pontos da região da av. Itaquera; e na altura da rua Tumucumaque (Pista Local).

Os outros pontos da cidade que também são registrados alagamentos são o acesso à av. Dalila, sentido Marginal Tietê, rua Belarmino Ferreira, rua Emile Zola e rua Iemanjá, todos na zona leste; e a av. Magalhães de Castro, altura da ponte Cidade Universitária, no Butantã.

Segundo o CGE, a chuva é provocada por áreas de instabilidade causadas pela aproximação de uma frente fria. O Corpo de Bombeiros de São Paulo foi acionado para socorrer pessoas ilhadas nas avenidas Aricanduva e Luis Ignacio de Anhaia Melo, na zona Leste. Todos foram resgatados e passam bem. Também foram registradas várias quedas de árvores.

Na Grande São Paulo, a chuva atingiu principalmente o município de São Caetano, onde foram registradas várias quedas de árvores. As cidades de Santo André e Mauá também foram atingidas, mas com menos intensidade.

Segundo informações iniciais, o temporal também chegou a interromper a circulação de trens na Linha 10 (Turquesa) da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), que liga as estações Luz e Rio Grande da Serra.

Lago secou

O lago da Aclimação, que fica localizado dentro do Parque da Aclimação, na região central de São Paulo, foi drenado após uma barreira que auxilia o escoamento da água se romper com a forte chuva. Junto com a água, aves, tartarugas e peixes também foram drenados para um corrego próximo.

Falta de luz

A forte chuva deixou bairros da zona leste sem energia elétrica. Segundo a Eletropaulo, São Mateus, Guaianases e Aricanduva foram as áreas mais afetadas - um total de cerca de 20 mil residências e estabelecimentos. A empresa calcula ainda que mais de 80 mil pessoas foram afetadas.

Queda de raios e quebras de galhos de árvores foram, segundo a Eletropaulo, as principais causas do corte de energia. Pelas previsões dos técnicos, o restabelecimento deve acontecer por volta da meia-noite.

AE

Antes das 15h, o céu escureceu e um temporal atingiu São Paulo

(com informações da Agência Estado)

Saiba mais sobre: chuvas

    Leia tudo sobre: chuva

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG