Chuva deixa pelo mais de mil fora de casa no Paraná

As chuvas que atingem cerca de 12 cidades do Paraná desde terça-feira deixaram pelo menos mil pessoas desabrigadas - pessoas que perderam tudo e precisam dos abrigos públicos - ou desalojadas - as que podem contar com ajuda de vizinhos e familiares, segundo informações da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil. Em Campina Grande do Sul, uma menina de 12 anos foi arrastada pela correnteza do Rio Terra Boa e está desaparecida desde ontem à tarde.

Agência Estado |

Os bombeiros continuam as buscas. Na cidade de Ponta Grossa, em Campos Gerais, houve temporal com granizo nesta madrugada.

De acordo com a Defesa Civil, foram registrados mais de 35 casos de deslizamento de terra em outros municípios da Região Metropolitana de Curitiba. Entre as áreas mais afetadas estão Almirante Tamandaré e Tunas do Paraná, onde uma casa foi soterrada. Em Rio Branco do Sul, dez casas foram atingidas por deslizamentos e duas residências têm risco de desabamento em Bocaiuva e São José dos Pinhais.

Segundo o tenente Eduardo Gomes Pinheiro, este mês de julho é o mais chuvoso dos últimos 12 anos. "Até a última segunda-feira choveu p equivalente a 170 mililitros. Nos anos anteriores, a média era de 55 mililitros", diz. Além da questão climática, Pinheiro destaca que o aumento na ocupação de áreas de risco pode ter influenciado nos estragos.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG